Skip Navigation Links

Bem-vindo à ARLS ESTRELA DE CAÇAPAVA - Nº 290

Por volta do final do ano de 1948, um seleto grupo de homens íntegros, probos e dedicados, assim constituídos: Tristão Sucupira da Rocha, João Augusto de Faria, Lyrio Couto, Bomfim Norberto da Silva, Icocek Bor Guinzol, Flávio Voge Faria, Manoel R.S. Correa, José dos Santos, Hildebrando Bandeira, Luis Renda, Isaac Nantes, José Costa, Waldomiro de Freitas, José Damasco dos Santos, Augusto Bento de Araújo, Dorly Narducci, Aristides Prado, Aldo Verdi, Osório Andrade Araújo, Ivan Kodolok, Dr. Paulo G. de Almeida, Philadelpho P. Pinto, Dr. Carmelo R. Dilorenzo, Claudino B. de Araújo, Manoel S. Soares Machado e José P. Binari, todos Maçons iniciados em diversos e distintos Orientes, reunindo-se no Oriente de Caçapava, iniciaram conversações no sentido de se levantar Colunas de uma Loja desse Oriente.

A evolução dessas conversações, após a decisão correspondente ao levantar dessas Colunas, levou os IIr.'. a busca de um local para a construção do Templo, bem como a escolha de um nome a ser dado a nova Loja.

O nome da nova Loja, por sua vez, foi definido somente após sucessivas discussões, o que veio tomar um tempo considerável do grupo de IIr.'., dado ao grande número de nomes propostos pelos mesmos.

Considerando os diversos nomes, sendo que, a cada um deles surgiram opiniões divergentes de apoio e em contrário, o grupo acabou por definir em posição consensual sobre o nome de ESTRELA DE CAÇAPAVA.Fundadores

O consenso conseguido sobre esse nome teve como fundamento, a base de neutralidade e ao mesmo tempo, a representatividade que o nome sugere dentro da filosofia maçônica, contrariamente aos nomes relacionados a pessoas e/ou fatos, que permitem conceituações em bases a aspectos religiosos, sócio-econômicos, políticos, assim como, emocionais.

A base de neutralidade e representatividade que o nome escolhido infere, foi relacionada pelos IIr.'. à Mecânica Universal, na qual, todos os componentes do Universo encontram-se em harmonia, sendo o exemplo maior, o equilíbrio intergaláctico.
 

Na cultura Maçônica, o equilíbrio intergaláctico representa o que todo maçom deve almejar, o equilíbrio em todos os aspectos, a fim de poder viver em harmonia com a natureza e assim, com o G.'.A.'.D.'.U.'..

Da mesma forma, a visão que as estrelas caracterizam o firmamento representa a Maçonaria Universal, com cada um desses astros luminosos correspondendo a uma Loja distribuída em todo o mundo.

Assim, o grupo de IIr.'. fundadores entendeu haver necessidade de caracterizar, dentro do simbolismo que envolve o Universo como representação da Maçonaria Universal, a localização, também simbólica, da nova Loja, a Estrela de Caçapava.

Então, nas constelações estelares que revestem os céus da região, a estrela luminosa correspondente à nova Loja, é a de Caçapava, que de forma soberana e autônoma iria registrar a presença desse seleto grupo de homens de virtude no universo.

No dia 13 de dezembro de 1949, em reunião com a presença de todos os IIr.'. do grupo de fundadores, a luz se fez presente no Oriente de Caçapava, quando a nova Loja iniciou seus trabalhos no Rito Escocês Antigo e Aceito, sob a Venerança do Ir.'. Tristão Sucupira da Rocha Lima, que foi eleito para a primeira administração da nova Loja.

Ir.'. André Luis Bandeira